[Resenha] Série A Seleção











Resenha da série A Seleção
A seleção – A Elite – A Escolha – A Herdeira
Autor: Kiera Cass
Editora Seguinte
Gênero: romance distópico
Onde comprar: Submarino – Saraiva
Nota: 5/5
Sinopse do primeiro livro:
Para trinta e cinco garotas, A Seleção é a chance de uma vida. É a oportunidade de ser alçada a um mundo de vestidos deslumbrantes e joias valiosas. De morar em um palácio, conquistar o coração do belo príncipe Maxon e um dia ser a rainha. Para America Singer, no entanto, estar entre as selecionadas é um pesadelo. Significa deixar para trás o rapaz que ama, abandonar sua família e seu lar para entrar em uma disputa ferrenha por uma coroa que ela não quer e viver em um palácio sob a ameaça constante de ataques rebeldes. Então America conhece pessoalmente o príncipe e percebe que a vida com que sempre sonhou talvez não seja nada comparada ao futuro que nunca tinha ousado imaginar.

=== Resenha ===


Para começar, eu estou com os dois primeiros livros na minha estante há séculos!! E quase vendi no Sebo Feminino algumas vezes! E, é sério, se tivesse vendido, teria me estrangulado, porque amei demais a série!
Por causa dessa mania de tirar foto dos livros para vender no Sebo Feminino, acabei me recordando que era um livro sobre reality show + distopia e que eu não tinha começado a ler porque estava escrevendo um livro com uma dessas temáticas. Tinha medo de me influenciar e parecer que copiei alguma coisa e deixei eles paradinhos para ler depois. Enfim, como o livro já foi finalizado, e como ninguém comprava eles, decidi começar a ler.
Para a minha surpresa, gostei tanto que li os 4 livros já publicados no Brasil em uma semana! E, estou desesperada pela sequência porque preciso saber o que aconteceu com a América! E, claro, quem é o escolhido da...
Ah sim, pulei alguma coisa, certo?
É que, por ser uma série, quem não conhece a escrita da Kiera pode ter a impressão que ela enrola demais para dar informações realmente significantes ao leitor. Não se engane! A escrita é rápida, simples, de fácil entendimento e com ação na maior parte do tempo, porque os personagens estão ocupados quase sempre! Afinal, tudo acontece dentro de um palácio! Na casa real de Illéa.

Illéa é um país que surgiu após a China dominar a América. Tudo aconteceu porque, acreditem, o EUA não conseguiu pagar sua dívida externa e literalmente perdeu todo o seu território. Mesmo sendo um país novo e supostamente ávido por crescimento, Illéa na verdade se tornou um lugar opressor para o povo. Illéa (não lembro o primeiro nome dele, sorry) foi o homem que salvou o país da decadência e estabeleceu a Monarquia, bem como um regime de castas para dividir a população entre os mais abastados e os mais pobres.
O país possuí 8 castas, sendo a primeira da família real e a última daqueles que cometeram algum delito grave e foram completamente rejeitados pela população e pela Monarquia. Cada casta tem um proposito no Reino e cada membro pode escolher apenas as profissões designadas à sua casta.

América Singer é uma Cinco. O que a faz uma artista. Artistas quase não conseguem emprego, pois as pessoas que podem pagar por entretenimento, geralmente preferem artistas conhecidos e já ricos ao invés de contratar uma família de Cinco. O que torna os Cinco tão pobres e desprezados quanto as castas mais baixas.
Ela tem um romance secreto com um Seis. O romance não é exatamente proibido, mas seria aceito se o homem fosse da casta maior e não ela. Aspen é um Seis, portanto tem mais bocas para alimentar, pois os pobres não recebem informação ou meios para evitar filhos. Além de ter mais bocas para alimentar, não poderia se casar com ela e dar o pouco do luxo que ela possui, o que torna o romance praticamente fadado ao fracasso.  Além de Aspen ser rema de família, pois seu pai faleceu há algum tempo, ele é orgulhoso e não gosta da ideia de levar América para a vida difícil que ele vive. Além do fato de que ela não poderia mais exercer sua profissão com a música, teria de viver para servir. É o chamado de um Seis. Servir.

É por causa desse pensamento e por causa do orgulho de não poder ser alguém melhor para ela, que Aspen a convence a participar da Seleção. Os pais de América já estavam pressionando a garota a entrar na disputa, sua irmã sonhava acordada com a ideia dela se tornar a próxima princesa de Illéa e com ainda mais, com um romance lindo e mágico que ela viveria. No entanto, América não consegue enxergar a Seleção como uma oportunidade para descobrir o amor, mas como uma prisão e uma obrigação pela qual ela não gostaria de passar.
Acaba aceitando colocar seu nome na Seleção apenas quando Aspen, tão idiota, toma uma atitude completamente infantil e parte seu coração.

O pior de deixar seu nome inscrito para a Seleção não era ter de parecer mais uma das centenas de garotas abobadas que queriam impressionar um príncipe. Era ser sorteada!
Para a alegria da família dela, seu desespero e um leve pisotear no coração do namorado idiota, é exatamente o que acontece. América é uma das trinta e cinco garotas sorteadas para participar da Seleção.

A Seleção foi imposta por Illéa, o patriarca do país. Ele criou este entretenimento a fim de obrigar o herdeiro à coroa a escolher, entre as plebeias, sua futura rainha. A ideia surgiu para mostrar ao povo que ele se importava e para garantir que a população pensasse que, tendo no trono uma filha de Illéa faria com que a Monarquia estivesse mais próxima das pessoas e se importasse com elas.
Bem, se Illéa é como o Brasil, nós sabemos que encontrar o amor em um reality show é uma forma bastante eficaz de distrair as pessoas dos reais problemas ao seu redor.

Maxon é o príncipe. Vive com sua mãe e seu pai no palácio, isolado do mundo, das reais necessidades de seu país, apesar de ser um rapaz bastante envolvido com a população. Assim que completa a idade ideal para se casar, seu pai o obriga a aceitar iniciar a Seleção. É evidente que ele não gosta da ideia tanto quanto América, mas só temos como supor, porque o livro é narrado apenas por ela.

Ele também não escolhe as candidatas e elas tão pouco são sorteadas aleatoriamente. O rei, um carrasco desalmado e sem coração, as escolhe seguindo critérios políticos e depois finge, diante das câmeras, que houve um sorteio.

Assim como todo o país, Maxon conhece os nomes e os rostos das escolhidas ao vivo, no Jornal Oficial de Illéa.

A América é uma das mais assustadas ao ser enviada para o Castelo poucos dias depois.
E o Aspen? Continua um idiota.

Assim que as candidatas iniciam sua trajetória na Seleção, a história fica mais interessante. É perturbador como as informações são rápidas e os acontecimentos também. Em um piscar de olhos candidatas são eliminadas, a América arranja brigas com o príncipe e consegue se tornar a mais odiada entre as selecionadas.

O primeiro volume nos apresenta os personagens de forma abrangente, mas não demorada e conseguimos nos apegar à maioria deles, principalmente às criadas da América. Eu me apaixonei pelo príncipe, obviamente. Dá para perceber suas intenções sinceras, mesmo a América sendo uma tapada algumas vezes.
Esta série também apresenta a parte feia da trama. Como um homem corrupto, de coração egoísta e manipulador, conseguiu extinguir toda uma sociedade e transformar um país em um lugar cheio de amarras, preconceitos e pobreza.
Assim como nós enxergamos que a sociedade está para lá de ser perfeita, a população também enxerga e se revolta. Temos dois grupos de rebeldes: os sulistas e os nortistas.
Os sulistas são sanguinários, não se importam em matar para conseguir derrubar a Monarquia e, durante a Seleção, várias vezes invadem o Castelo e colocam em risco a vida das pessoas, matando outras também.
Os nortistas possuem um pensamento voltado para o povo e um coração bom. São eles que levam mais movimentação aos volumes seguintes: A Elite e A Escolha. E mudam o jogo todo para o spin-off: A Herdeira.

A minha intenção era escrever uma resenha para cada livro, mas fica super complicado porque eu li os 4 em uma tacada só e já não sei diferenciar um do outro. Espero que o resumo os instigue a ler e a pedir para a editora lançar logo o próximo volume!

Apesar de ser um livro rápido, ele não deixou buracos na trama e, começo, meio e fim, foram aceitáveis e deliciosos de ler. A América demora a evoluir, porque ela está centrada demais em si mesma e nos motivos que a fizeram chegar até a Seleção. Fora que um certo Soldado surge no livro 2 para confundir ainda mais a cabeça dessa garota. Só que pensem, ela só tem dezessete anos e já precisa decidir o que quer do seu futuro. Não é apenas a escolha de uma faculdade ou um trabalho: mas se ela aceita ser responsável por milhões de vidas, assumindo o trono ao lado do futuro rei, ou enfia o rabinho entre as pernas, aceita a vida das castas como ela é, não tenta mudar nada e se casa com seu namorado de infância.

Enfim, se eu continuar falando, vou dar spoiler, então manterei minha boquinha fechada. Só quero acrescentar que, a leitura não é cansativa. Não encontrei erros de revisão, nem de continuidade, muito menos na trama. E, mesmo o livro da Herdeira mudando o narrador, não senti que a história perdeu o ritmo, na verdade ficou mais interessante porque lemos pelo foco de quem escolhe e não dos selecionados, fora que é claro como a população – apesar de ter seus problemas resolvidos no reinado do Maxon – está sempre querendo mudanças e muito mais dos seus governantes.

Espero que tenham gostado da resenha quadrupla (já que fala da série e não de um livro só) e que deem uma chance a essa história.

Beijocas

 Postagem participante do TOP comentarista de janeiro!







50 comentários :

  1. Oi Mari!

    Eu tenho essa série mas ainda não li. Não por falta de vontade, é por falta de tempo mesmo! kkkkkk

    Adorei sua resenha e claro que um dia vou lê-lo, apesar de parecer clichê, já que eu já sei com quem America fica, quero muito desbravar esse mundo!

    bjo bjo^^

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Dá pra saber com quem ela fica só pelo título dos livros AUAHUAHAU, mas é legal ler como as coisas acontecem, LEIIIA auhauah

      Excluir
  2. Adoro a ideia desses livros, da sociedade que surgiu e como. É muito louco essa coisa de um homem só ter feito tanta injustiça não é? Achei legal ter comentado sobre isso, é feio mesmo. Já imaginou se acontece? Uma sociedade assim....cara, a autora criou uma trama e tanto. Queria ter lido um atrás do outro assim também! Não cansa né? É viciante e muito gostoso de ler, de ver como a América cresce e depois o futuro que ela ajudou a criar. É uma série viciante e não vejo a hora de ler o 5º, esse da Herdeira foi bem tenso de final. Vale a pena e é muito bom de ler.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu acho que... bem, nós meio que vivemos isso na última década, com o mesmo governo na presidência e tal. Espero que as coisas melhorem, porque precisamos muito que melhorem.
      Não vejo a hora de ler o último também!

      Excluir
  3. Adorei essa ideia de ter um post com as resenhas de todos os livros de uma serie =)
    Nunca li nenhuma das obras de Kiera Cass, mas sempre tive curiosidade de ler, em especial pelos bons comentários. Príncipe, realeza, distopia, sociedade em crise… Uma mistura ideal e que me encantou instantaneamente. E sua resenha me deixou mais aflita e ansiosa para ler A Seleção.
    Resenha excelente, parabéns!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Precisei fazer resenha de todos juntos porque eu sou péssima pra resenhar picado depois que li tudo AUHAUAH. Obrigada! Espero que leia mesmo. Beiiijo

      Excluir
  4. Sua resenha está tão completa, dá pra ver que se dedicou bastante pra escrevê-la ! Li o primeiro livro da saga e amei de verdade, a escrita da autora é fabulosa. Ansioso para ler os outros. Abraços
    bookdan.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Dan! Leia e depois comenta comigo. Beijo

      Excluir
  5. adorei a ideia de fazer resenha logo de série toda, nada de contém spoiler do anterior... mas, assim, será que eu sou a única pessoa da fase da Terra que não gostou dessa série? consegui ler o primeiro, mas sabe aquela coisa vai melhorar, só que abandonei no começo do segundo livro...
    até gostei da ideia da série, mas achei que a autora perdeu muito tempo em coisas desnecessárias e as coisas importantes era tipo duas páginas... enfim, as vezes eu acho que o problema é que fui com muita expectativa, me frustei e acabei abandonando.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A escrita rápida me incomodou no começo também e a indecisão da América, mas me envolvi tanto que até fiquei chateada quando terminei o 4º livro AUAHAUH.

      Excluir
  6. Gostei muito da sua resenha. Confesso que está série nunca me atraiu e que sempre achei os livros tipo "clichê",mas depois do seu texto acho que vou dar uma chance. Bjos..
    www.batomnacapa.blogspot.com

    ResponderExcluir
  7. Oooi, Mari! Bom, eu nunca li nenhum livro dessa série, nunca realmente me interessei e não gosto do enredo, porque tem triângulo amoroso e li muitas pessoas dizendo que a personagem principal é indecisa. Não gosto de personagens indecisas sobre seus sentimentos ou no geral, acho que a torna "fraca", também não consigo me envolver, sabe? E eu literalmente fujo de triângulos amorosos Kkkkkkk
    Bom, parabéns pela resenha, linda! Não sabia que você tinha um blog :D
    Beijos e sucesso!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O triângulo realmente irrita, mas... eu gostei KKKK.
      Obrigada pelo carinho e nos visite sempre.
      Bjs

      Excluir
  8. Oi flor, eu gosto bastante desta série, acho sim, que a autora pecou em alguns pontos mas de modo geral eu adoro a escrita dela e adoro a história que ela criou, sou fã e estou super ansiosa para o último livro A Coroa ^^

    Viu, conheci seu cantinho e hoje e adorei, parabéns pelo seu trabalho e pelas parcerias conquistadas! Sucesso! Estou te seguindo já, sinta se a vontade de conhecer o meu cantinho tbm!

    Beijos,
    Joi Cardoso
    Estante Diagonal

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Já conheço seu blog, obrigada pelo convite e visita <3
      Bjsss

      Excluir
  9. Ai Mari! Porque você fez isso comigo? Que resenha boa!
    Eu já estava louca pra ler A seleção, agora estou me descabelando, hahaha!
    Li os contos no ano passado e adorei. Estou esperando a série ficar completa para ler tudo de uma vez (odeio ficar esperando sair os livros, hehehe)
    Bj

    Notinhas de rodapé =D

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hahaha adoro deixar as pessoas com vontade de ler *-*

      Excluir
  10. Adorei a resenha. Eu ainda não li nenhum desses livros, antes eu tinha muita vontade mas agora tenho outros livros que quero dar prioridade, mas talvez em breve eu os leia.As capas de todos os livros dessa serie são lindas

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. quando ler, vem aqui compartilhar seus surtos comigo! <3

      Excluir
  11. Oi Mari!

    Ainda não tive a oportunidade de ler nenhum livro dessa série e na verdade nem sei porquê. As capas são lindas pois já vi de perto e já li resenha bem positivas.A sua resenha cativa e desperta interesse por ela série, vou tentar adquirir para ler.

    Bjos

    http://historiasexistemparaseremcontadas.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Leia Kênia <3 vc vai amar, tenho certeza.
      Beijooo

      Excluir
  12. Olá, Mari.
    Eu comprei A Seleção por causa da capa que amei e adorei o livro. Diferente de você, fui lendo conforme foi lançando e sofrendo com isso porque nunca publicavam as continuações hehe. Eu amei o Maxon desde o começo e achei o Aspen totalmente desnecessário hehe. Ainda bem que você não vendeu eles hehe.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. eu fiz isso com Crepúsculo e sofri tanto que comecei a enrolar quando é série. Já estou sofrendo esperando A Coroa. AUHAUAH. Espero que saia logo.
      Bjuuu

      Excluir
  13. Oi Mari, tudo bem?
    Eu já li os quatro volumes da série e adoro. Maxon, meu amado príncipe, é meu preferido e adorei sua história com America.
    Em A Herdeira eu tenho algumas ressalvas. Muitas. Com a protagonista, sou do time que não gosta dela. Eadlyn não me conquistou. Mas estou louca para saber o que aconteceu, porque o final de A Herdeira foi sofrido.
    Adorei sua resenha ;)

    Beijos
    Leitora Sempre

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Jess, menina, eu meio que não curti ela também. Achei muito infantil e insegura pro tanto de aprendizado que ela diz ter recebido, mas... o Kile é que garantiu boa parte da minha fome de leitura UAHAUHA e a seleção. O final me deixa acordada a noite ainda KKK.
      Bjs

      Excluir
  14. Ooi!
    Ainda bem que você não conseguiu vender. Acho que se eu soubesse disso antes teria te dado uma bronca hahaha A Seleção é muito amorzinho, eu adoro essa trilogia (que agora passou de trilogia né mas enfim, me refiro a original mesmo pois ainda não A Herdeira kkk).
    Eu fiquei com raiva da America diversas vezes mas é tão normal isso quando se trata de protagonistas eu até ignoro.
    Fico contente que tenha curtido. Beijos
    SIL ~ Estilhaçando Livros

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu quero os outros agora, pra deixar na estante! Haha,
      obrigada <3 Bjs

      Excluir
  15. Poxa que bom que tu não não vendeu pois a serie é muito boa, essa foi a primeira serie de distopia que eu li e logo me apaixonei pelo genero, recomendo muito a leitura a todos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nem me fale, agora quero os outros livros, pq só tenho os ebooks KKK.

      Excluir
  16. Hi baby, tudo bem? ouço muito fala dessa série de livros, acho muito interessante a premissa, lerei em breve! parabéns pela resenha

    Lilian Valentim
    http://speakcinema.blogspot.com.br/
    beijinhos

    ResponderExcluir
  17. Oi..

    A série é uma das que mais gosto, adorei os três primeiros livros, não gostei tanto assim de "A Herdeira", estou aguardando os próximos da autora.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A Herdeira foi o que menos curti tb, mas estou curiosa com o final da série.

      Excluir
  18. Oi Mari, tudo bem??
    Adorei asua resenha... confesso que li os dois primeiros livros por modismo mesmo, pois ouvi muitos comentários sobre a série, tanto positivos quanto negativos e quis conferir... ainda falta ler A Escolha, mas depois que li sua resenha e mesmo já sabendo com quem America fica, eu quero saber como as coisas acontecem. Pelo que percebi o ponto distópico da trama se dá nesse terceiro livro onde os rebeldes aparecem mais e isso me deixou bem curiosa para concluir o desfecho da trilogia.. Xero!!!

    http://minhasescriturasdih.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Diiiiiiiii, amei te ver ontem no evento *-* faltou uma foto!
      Leia A Escolha, focou um pouco mais nos rebeldes. Eu achei bem legal.
      Beijooo

      Excluir
  19. Mari que nervoso do caramba com A Elite antes de A Seleção ali naquela imagem U_U arruma aquele treco HAUSUASUASH Esse negócio do Aspen ser um 6 e ser de uma casta menor que o 5 me confundi kkkkkk nossa to muito lerda gente.
    Eu adorei sua ideia de resenhas os 4 livros de uma vez só, ficou mais interessante eu acho. Quando a gente lê uma série de uma vez só fica difícil separar a história né?
    E eu tinha um preconceitozinho com essa série, não sei porquê maaaaas to mudando de ideia e querendo muito ler *-*

    beijos ♥

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Arrumei! Eu peguei da internet e nem tinha reparado! Obrigada HAHAHA.
      Eu achei legal a resenha da série pq não dei spoiler e deu pra deixar o povo com curiosidade! Espero que todos leiam e vc tb HAHA.
      Bjs

      Excluir
  20. Olá! Ainda não li nada dessa autora, mas essa série me chama a atenção! Lindas capas, me pareceram edições de ótima qualidade! Estão na minha lista de leitura.
    http://www.pacoteliterario.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  21. Oie
    adorei ver a resenha da série por aqui pois adoro a série, preciso muito ler o último lançado e quero ainda reler em algum momento todos haha

    Beijo
    http://realityofbooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  22. Oi Flor, adorei a resenha coletiva. Eu estou mega ansiosa para ler essa série. Já até pedi emprestada para começar. Estou mega ansiosa.

    Beijinhos e Parabéns pela resenha.

    http://casinhadaliteratura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  23. Ain, essa série, Mari! *-*
    Minhas duas melhores amigas leram e amaram e insistem pra eu ler. Mas eu ainda não pude comprar e não quero pegar emprestado, porque se pegar, não vou comprar e quero ter a coleção na minha estante!
    Adorei a resenha da coleção, falou sobre a história, não sobre um livro em si, haha'
    Estou de olho em todos os sites que vendem livros pra quando estiverem com um preço bacana, comprar todos de uma vez. E vou aguardar o lançamento do próximo volume também para poder ler. Odeio ficar curiosa sobre o que acontece, então, quero ter todos em mãos para poder devorá-los bem rapidinho *-*
    Beijinhos <3

    ResponderExcluir
  24. Oi Mari! Que bom que você gostou da série!
    EU amei li os livros 1 e 2 em sequencia e depois tive que esperar pelo 3, já li A Herdeira tbm! Gostei um pouco menos, mas acho que vale a leitura se você ainda não leu.
    Bjs

    ResponderExcluir
  25. Olá Mari,
    Gostei muito da sua resenha e ela me instigou muito para ler logo essa série.
    Tenho muita vergonha de não ter lido ainda. E tenho muita curiosidade de conhecer a história de América, apesar de saber com quem ela fica.
    Sempre que tem uma série assim, prefiro ler uma única resenha, pois parece que não pegamos spoiler.
    Beijos
    http://mileumdiasparaler.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  26. Li essa série tem um tempo e fiz resenha dela lá no blog do Conchego das Letras. Gostei muitíssimo dela, achei envolvente, bem escrita, fofa.
    A América me deu nos nervos, não minto, e quis esganá-la em vários momentos. Mas entendo que era jovem e insegura e estava confusa.
    Gosto especialmente de A Herdeira. Entendo que a maioria não gostou da personalidade da garota, mas eu gostei, achei que ela usava daquele jeito prepotente para esconder seus medos e insegurança e comovi-me com ela.rs.

    ResponderExcluir
  27. Oi Mari,
    Meus Parabéns por ter lido a série um atrás do outro e agora estar querendo demais o próximo volume. Sabe amo quando uma autora nos pega assim, foram poucos os livros em que fui lendo tudo na sequência. A Seleção conquistou muitos leitores e mesmo a indecisão de América durante a leitura, deve contribuir para que queiramos saber o que vai acontecer a seguir, a cada resenha fico mais ansiosa para conhecer essas páginas.

    Beijos
    http://amagiareal.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  28. Oi Mari.
    Eu era do time do Aspen, hahaha.
    Bem, eu li os livros que tu desenhou e curti a série no geral.
    Pra mim deu de Illéa, América, Maxon e não quero mais ler nada.
    Pelo.menos por enquanto.
    Eu achei a América chatinha em vários momentos. Boa demais... Querida demais haha.
    Em alguns momentos fiquei saturada.
    Mas a estória é boa. A questão das castas. Das rebeliões.
    Mas pra mim a nota é 4/5.
    Adorei seu ponto de vista.
    E acho que muitos vão querer ler depois de saberem sua opinião.
    Beijos

    ResponderExcluir
  29. Oi!
    Também quando peguei o primeiro livro dessa serie para ler ele ficou um bom tempo parado, mas assim que li o primeiro livro não parei mais é uma serie apaixonante é muito legal ver os personagens crescendo ao longo do livro e estou doida para a continuação espero que lancem logo !!

    ResponderExcluir

Deixe seu comentário! Ele me deixa muito feliz!