[Resenha] A dama da meia-noite






A dama da meia-noite
Coleção Spindle Cove 3
Autor: Tessa Dare
Editora Gutenberg
Gênero: romance de época
Sinopse:
Pode um amor avassalador apagar as marcas de um passado sombrio?
Após anos lutando por sua vida, a doce professora de piano, Srta. Kate Taylor, encontrou um lar e amizades eternas em Spindle Cove. Mas seu coração nunca parou de buscar desesperadamente a verdade sobre o seu passado. Em seu rosto, uma mancha cor-de-vinho é a única marca que ela possui de seu nascimento. Não há documentos, pistas, e nem ao menos lembranças…
Depois de uma visita desanimadora para sua ex-professora, que se recusa a dizer qualquer coisa para Kate, ela conta apenas com a bondade de um morador de Spindle Cove, o misterioso, frio e brutalmente lindo, Cabo Thorne, para voltar para casa em segurança. Embora Kate inicialmente sinta-se intimidada por sua escolta, uma atração mútua faísca entre os dois durante a viagem. Ao chegar de volta à pensão onde mora, Kate fica surpresa ao encontrar um grupo de aristocratas que afirma ser sua família.
Extremamente desconfiado, Thorne propõe um noivado fictício à Kate, permitindo-lhe ficar ao seu lado para protegê-la e descobrir as reais intenções daquela família. Mas o noivado falso traz à tona sentimentos genuínos, assim como respostas às perguntas de Kate.
Acostumado com combates e campos de batalhas, Thorne se vê na pior guerra que poderia imaginar. Ele guarda um segredo sobre Kate e fará de tudo para protegê-la de qualquer mal que se atreva atravessar seu caminho, seja uma suposta família oportunista… ou até ele mesmo.

=== Resenha ===









Não é segredo para ninguém que eu me apaixonei pela escrita da Tessa Dare, né? Então, ela ser a primeira escritora que resenho este ano é mais do que esperado! *-* Anseio que apreciem a história do terceiro livro e, como eu, fiquem desesperados pelos próximos!

Como descobriram nas resenhas anteriores, Spindle Cove é uma cidade de solteironas, bem, era, antes que o capitão Bram aparecesse por lá para implantar uma milícia a pedido do Duque responsável pela cidade e levasse consigo seu primo e o cabo Thorne, responsável pelo terceiro volume dessa belíssima série.
Esses três homens conseguiram mudar muito da cidade. Claro que continua sendo uma cidade de renome para famílias que precisam que suas filhas solteironas “melhorem”, mas com um toque masculino que não tinha antes, como a casa de chás que a noite é taverna ou os homens que passeiam pela cidade vestidos impecavelmente em seus uniformes de milicianos, ui.
O cabo Thorne é um desses homens impecáveis. Mas, diferente da maioria, ele não tem senso de humor ou qualquer expressão além da constante relutância em seu rosto perfeito. Ele parece estar sempre irritado, sempre precisando socar alguma coisa, principalmente quando em presença da professora de música Kate Taylor, ou, senhorita Taylor.
As reações dele, no entanto, não a fazem desistir de tentar fazê-lo baixar a guarda e se mostrar realmente como é. Apesar de maltratá-la o tempo todo ou deixar o ambiente quando ela aparece, a srta. Taylor se mostra tão teimosa quanto ele.
Ela é uma donzela e eu não sabia que mulheres que não nasceram na alta sociedade não eram chamadas de lady naquela época e foi bom demais descobrir. Continuando, ela é uma donzela, órfã, foi criada em um orfanato até a maioridade quando decidiu se dedicar a dar aulas. Kate não lembra de nada do seu passado a não ser da cor azul e de uma voz que parecia ser de alguém que a amou muito dizendo: Seja corajosa minha Katie!
Apegada a ideia de que alguém a amou de verdade um dia, ela busca suas origens com afinco, escondido de todos é claro.
É por culpa dessa busca que ela vai parar em uma cidade distante de Spindle Cove, para conversar com a antiga diretora do orfanato onde viveu e tentar descobrir mais informações sobre seu passado. A mulher é uma cobra e, além de não ajudar, acusa Kate de ser filha do pecado.
Atordoada, Kate acaba cometendo inúmeros erros, culminando em perder a última carruagem para Spindle Cove e estar sem nenhum dinheiro para alugar um quarto e repousar na cidade. Uma ideia surge para conseguir dinheiro: vender as partituras novas de música que havia adquirido mais cedo.
O problema é que o dia não estava a seu favor e ela quase é atropelada por uma carruagem. Além de a insultarem, ainda perde as partituras para a lama e esbarra em um homem forte, sisudo e que a salva de ser pisoteada pelos cavalos.
O homem? Nada menos que o cabo Thorne.
A animosidade que está sempre presente nas conversas deles, parece pairar, mas não toma conta do momento. Ela atordoada. Ele também. Ora um homem sem emoções atordoado? É o primeiro indicio de que Thorne pode ter mais do que a obrigação de um miliciano dentro do peito. Ou um congelante e frio coração.
É nesse instante que algo se quebra e se encaixa e que começamos a desejar desvendar esse soldado tão carrancudo.
Não vou contar as coisas que ocorrem até eles, finalmente, conseguirem chegar em casa. Mas atitudes possessivas e o sentimento de responsabilidade fazem com que o Cabo sem coração, finja ser o noivo de Kate diante de uma família esquisita que a estava procurando, alegando terem descoberto que ela era a filha perdida de um falecido Marquês.
A visita dessa família deixa toda a Spindle Cove enlouquecida, não tanto quanto a novidade que os dois que mais se odiavam na cidade estão NOIVOS!
Thorne guarda um segredo sobre o passado de Kate e sempre que a narração é feita por ele, temos vislumbres desse passado e do quanto a culpa e o medo o cegam para o que pode estar acontecendo no presente entre ele e a senhorita Taylor. Thorne é um homem machucado pela vida, com um passado criminoso e duvidoso e ele não quer envolve-la nisso.
Kate, apesar de tudo o que sofreu em sua infância, só deseja uma coisa em sua vida: uma família. O problema é que o noivado fingido tem levado novos sentimentos e novos desejos ao seu coração. O que fazer quando se deve escolher entre o que sempre sonhou e um homem que não demonstra qualquer sentimento, mas que sem dúvida alguma, a salvou mesmo que ela não saiba do que?

Esse livro se tornou meu favorito dos lidos em 2015. Tentei não dar spoilers importantes e talvez a resenha tenha ficado confusa em alguns pontos, mas foi proposital, assim vocês correrão para ler!
Apesar de os diálogos continuarem sendo feitos entre aspas, a história é tão incrível e impactante que nem percebi isso dessa vez. O conturbado romance é o combustível para a leitura fluir rapidamente. Li esse livro em menos de um dia! E, por favorrrrrr, leiam também!
Gostaria muito de ler mais livros da Tessa e espero que a editora Gutenberg publique mais alguns! Alguns? Muitoooos!

Espero que tenham gostado!

Beijocas,

Postagem participante do TOP comentarista de janeiro!


 


38 comentários :

  1. Oi, eu já li resenhas sobre esse livro ele não me despertou vontade de le-lo com a sinopse e as outras resenhas mas lendo a sua resenha ele me pareceu ser interessante e romântico e eu amo livros desse tipo, já está na minha lista de leitura obrigada pela dica e você fez uma resenha maravilhosa bjs.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fico feliz em te deixar com vontade de ler! Obrigada pelo elogio *-*.

      Excluir
  2. Oie, um livro que parece gostoso de ler em vários aspectos e ainda segue a linha de romances de época. Não sou fã de diálogos feitos entre aspas isso me incomoda muito, mas acho que iria encarar a leitura.

    Beijinhos, Helana ♥
    In The Sky, Blog / Facebook In The Sky

    ResponderExcluir
  3. Oie!
    Eu ainda não li nenhum dos livros dessa trilogia, pois comprei recentemente. Mas como são romances de época, tem uma ótima nota, e também ótimo comentários sobre as três histórias, com toda a certeza foi correr para conferir \o/
    Bjks!
    http://www.historias-semfim.com/

    ResponderExcluir
  4. Ui! Essa palavra define sua resenha! Estou completamente apaixonada pela história.
    Ainda não li nem o primeiro volume da serie, mas como romances de época sempre me conquistam, sei que este não irá me desapontar. Quero muito começar a leitura em breve!

    ResponderExcluir
  5. Ai meodeos! Eu quero! Sabe aquela resenha que te deixa com vontade de partir pro Google e procurar o pdf prq tu não aguenta esperar pra ler? essa foi minha sensação. Quero pra ontem. E é uma serie <3 morri

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fico muito feliz em despertar sua vontade imediata de ler *_* é muito bom *-* espero que já esteja lendo haha

      Excluir
  6. Oiee..
    2015 foi o ano fos romances históricos, ja havia lido algumas resenhas sonbre esse e ja2 havia ficado interessada, agora com sua resenha estratégica com pontos confusos propositalmente me fez focar ainfaais inquieta para ler essa estória encantadora..
    A capa é muito linda..
    Beijos...

    ResponderExcluir
  7. Oie! Nunca li nada da Tessa, mas admito que suas obras são ou ao menos aparentam ser bem interessadas, desde as capas que em sua simplicidade são lindas até o enredo das histórias.

    Maaas... Mesmo você tendo gostado tanto assim da obra, eu não vou ler porque meio que estou fugindo de obras nesse estilo, entende? Mas parabéns pela resenha!

    Abs.

    ResponderExcluir
  8. Oi Mari!!!!

    To muito curiosa com essa série. Como já tenho os 2 primeiros, acho que vou passá-los na frente e dar uma chance para essa história que parece deliciosa de se ler!

    Parabéns pela resenha!

    Bjo bjo^^

    ResponderExcluir
  9. Essa série parece incrível, quero muito me aventura em romances históricos há um tempo e pode ser que eu comece por esses. Se você leu em menos de um dia, com certeza parece ser super incrível de ler, com um mix de emoções. A resenha me deixou com mais curiosidade ainda, além da ótima premissa. Preciso ler,
    xoxo

    ResponderExcluir
  10. Amo romances Históricos, mas não li nada ainda da Tessa ou da Loretta! Preciso mudar isso. Amo romances de época. Essa animosidade que cria faíscas, o noivado falso. Tô louca para ler ele :)
    Bjãoo

    ResponderExcluir
  11. Oi Mari, tudo bem? Estou doida para ler essa série da Tessa Dare, onde só estou lendo comentários positivos. Eu amo romance de época e já estava querendo comprar essa série, então você faz essa resenha maravilhosa e me animou agora. Quero desesperadamente.

    Beijos
    Leitora Sempre

    ResponderExcluir
  12. Olá! Nossa, amei sua resenha, fiquei encantada com essa história e fiquei louca para ler. Quero saber mais do passado dela, das origens...quero saber tudo! Beijos

    http://livrosepergaminhos.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  13. Oi Mari :)
    Eu nunca li um romance de época, já vi que você adora, né?
    qual me indica pra comecar? Pensei em ler orgulho e preconceito.
    abraços.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu amooo romance de época! Eu acho que pra você não se assustar com a linguagem e os costumes da época, sugiro que comece com um livro que não foca tanto nos costumes, mas é de época, o meu HAHAA: Montanha da Lua.
      Nunca li Jane Auusten (pasmem!), então se não quiser ler o meu, começa por Julia Quinn: O duque que me amava. É lindooooooooooo!

      Beijão, Mari

      Excluir
  14. Olá, Mari.
    Essa capa está tão linda quanto as outras. Me interessei muito por essa série. Não sei se já disse mas tenho um fraco por capas com vestidos hehe e é de um gênero que amo. Já gostei da protagonista só lendo a sua resenha. E já imagino o que vai dar esses dois juntos. Assim que der eu vou ler.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. menina, tb tenho fraco por capas com vestido! Sempre paro pra olhar e a maioria é de época AUHAAU, Espero que ame ainda mais a Kate depois de ler *-*
      Beijoo

      Excluir
  15. Olá!
    É até feio eu falar isso, mas tenho MUITO receio de ler Tessa, porque sempre acho que vou me perder na questão das aspas ao invés dos travessões. Mas, ler uma resenha tão apaixonada assim e não sentir vontade de ler é quase impossível. Já puxei pra cima da lista.
    Beijos
    http://mileumdiasparaler.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bruna, eu sofri nos dois primeiros livros com as aspas, mas já acostumei. O livro é tão bom que acabamos relevando kkk

      Excluir
  16. Mari!
    Gosto muito dos romances históricos e com uma protagonista que nem sabe nada sobre seu passado e um protagonista aparentemente grosseiro e com um passado cheio de mistérios, fica ainda mais atrativa a leitura.

    “O homem comum fala, o sábio escuta, o tolo discute.” (Sabedoria oriental)
    cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/
    Participe do TOP COMENTARISTA de Janeiro, são 4 livros e 3 ganhadores!

    ResponderExcluir
  17. Não saber sobre o seu passado, deve realmente ser desesperador, deve ser mais ou menos como uma pessoa com amnésia sente. O que um amor de mentira não traz para alguém né? Trouxe a descoberta sobre a família e um amor.
    Amei. Bjos.

    ResponderExcluir
  18. Oi, Mari!
    Eu sou apaixonada por romances históricos, ainda não consegui ler nenhum livro dessa série, mas a cada resenha que leio tenha a certeza de que preciso lê-los o quanto antes. Adorei a tua resenha e fiquei bem curiosa sobre o cabo Thorne, até porque tenho um fraco por mocinhos sem senso de humor. rsrsrsrs

    Beijos!

    Books and Movies
    www.booksandmovies.com.br/

    ResponderExcluir
  19. Ahhh como queria! Estou vendo tantas resenhas dessa autora e desses livros e adoro o gênero! Estou ficando louca pra ler também, são tramas gostosas e envolventes pelo jeito. E se dá pra ler em um dia? Caramba, deve ser muito bom! Querendo demais conferir.

    ResponderExcluir
  20. eu não sou fã de romances de época, então não li nada da tessa. mas, são tantos elogios e depois dessa resenha eu fiquei tentada a dar uma chance spindle cove e ver se eu mudo minha opinião sobre romances de época

    ResponderExcluir
  21. Esse genero não me chama muita atenção, então nem pretendo ler, mas vou comprar ele para dar de presente de aniversario para uma amiga pois ela ama livros desse genero

    ResponderExcluir
  22. Oi, Mari!
    Eu sou apaixonada por romances de época. A série que me fez e apaixonar por esse gênero foi Os Bridgertons, de Julia Quinn, e desde então, não parei mais de ler os livros desse gênero. Já havia visto a capa desse livro (e, infelizmente, eu julgo um livro pela capa) e não tinha gostado muito, então, nem li a sinopse. Me arrependo amargamente disso! Que história mais cativante. Sua resenha despertou o desejo dessa leitora por esse e mais livros da Tessa Dare. Não li nada dela ainda e tenho plena certeza que esse livro é um ótimo começo para se encantar pela escrita de mais uma autora de romances de época *-*
    Beijinhos <3

    ResponderExcluir

  23. Uma das coisas que eu mais gosto nos livros da serie é a cor das capas e os vestidos, são realmente lindos!
    Não li nenhum livro da serie mas tenho muito interesse,, gostei da resenha e espero que goste do livro também

    ResponderExcluir
  24. Oi Mari,
    Que correria na minha vida, só hoje vim dar uma ludibriada e comentar aqui, mas é assim mesmo cada um tem uma época corrida. Gostei da maneira que o enredo se desenvolve e o modo azarado da Kate, que faz com que ela caia nessas ciladas. Fiquei curiosa com o segredo do Thorne. E bem escrita entre aspas não me atrapalha muito se toda a leitura seguir essa linha. Me deixou curiosa vou pesquisar a escritora.

    Beijos
    http://amagiareal.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  25. Eu adoro romances de época.
    Ainda não li nada da autora, mas me interessei por esse livro.
    Acho que não li nada dos anteriores, já que não lembrava da cidade das solteironas.
    Pois bem, eu curti a protagonista, mesmo abandonada acredita na vida, no amor e vai atrás do seu passado.
    Passa bons bocados com o Cabo, mas deu para sentir o beli romance ai.
    Fiquei curiosa para saber do tal passado criminoso...
    Adorei a resenha e fiquei muito a fim de ler os livros.
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Meninnaaa, leia! Você vai se apaixonar pelo cabo!

      Excluir
  26. Oi!
    Adoro romances de época e assim que vi essa serie fiquei muito interessada principalmente por Spindle Cove adorei essa ideia de uma cidade tão diferente dos padrões estabelecidos pela sociedade daquela época e gostei muito desse livro principalmente desse casal, ele já está na minha lista de leitura !!

    ResponderExcluir
  27. AS vezes eu acho que homens sem senso de humor eram comuns naquela epoca né.
    Você me deixou MUITO curiosa pra saber quem é a família da Kate e o que esse Thorne sabe e esconde! Muito curiosa mesmo. E eu não tenho o livro, vou fazer o que agora, me diz dona Scotti?
    Ainda não li nada da Tessa Dare mas com tantos elogios seus não posso não querer ler né?

    beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Euu te empresto o meu, quer?? Só tenho em ebook AUHAUAH

      Excluir

Deixe seu comentário! Ele me deixa muito feliz!