[Cirurgia Bariátrica] Primeiro Mês


Cirurgia Bariátrica

Pensei muito antes de compartilhar esta novidade com vocês, mas como este blog é também um blog pessoal, achei interessante contar a minha experiência. Os desafios passados e os futuros. E espero ajudar algumas pessoas, assim como me ajudou ler a experiência de outras pessoas.
Para aqueles que não sabem – a maioria –, em novembro do ano passado decidi fazer a cirurgia bariátrica ou como é mais conhecida, redução do estômago.
Meus motivos são inúmeros, todos relacionados a saúde. Claro que agora que comecei a emagrecer, a possibilidade de me sentir mais bonita animou bastante, mas quero deixar claro que nunca me incomodei com meu peso, não esteticamente falando e se você é gordinha ou gordinho, não precisa se incomodar com seu corpo, e sim com a sua saúde.
Sempre ignorei os que fizeram essa cirurgia, pois pensava que tentavam me influenciar por me acharem gorda, no entanto, quando decidi que precisava fazer, percebi que todos que passam por isso só desejam ver a outra pessoa bem também.
O principal motivo para a minha decisão final foi ter passado a bienal de SP de 2014 sentada o tempo todo, pois não suportava as dores na coluna e nos joelhos. E essas dores começaram por causa do meu peso principalmente. Muitos que engordam demais sofrem de dores horríveis nas juntas, coluna, no meu caso costelas devido ao peso dos seios. Sim, eles também engordam! Haha. E não é agradável perceber os outros olhando torto, pensando que você é uma gorda folgada, por levar uma cadeira pra passar a bienal sentada, enquanto eles ficavam em pé só me mostrando pros leitores que me procuravam.

Não gostei da sensação. Nem na primeira bienal onde eu corria para o estande da editora Modo pra chorar um cantinho e me sentar, nem na segunda onde não consegui ficar na Novo Século por sentir vergonha de ficar sentada o tempo todo.
Então, para não passar por isso novamente, procurei novamente um médico especialista em cirurgia bariátrica (Instituto Garrido) e me consultei. Além dos problemas nas juntas e coluna, ainda o peso agravou a asma, deu desgaste no meu joelho, desregulou a tireoide e por aí vai. Vendo meu histórico, o médico indicou que fizesse a cirurgia, pois 90% destes problemas sumiriam.
Consegui todos os exames e laudos em tempo recorde, até meu pneumologista apoiou a decisão, pois no último exame de função pulmonar, ele percebeu que estava pior do que aparentava.

Em quatro de março de 2015 às 11:00h da manhã, entrei na sala de cirurgia.
E vou contar pra vocês: Se eu soubesse que precisava ficar sem roupa NENHUMA por baixo daquela camisola quase aberta do hospital para passar por uma cirurgia, eu não teria feito!! Morri de vergonha!!!
Voltando ao assunto principal rs:
Os primeiros vinte e um dias do pós cirúrgico foram um tormento. Não é fácil como nos fazem acreditar. Dá vontade de xingar o médico, xingar a família que te apoiou, xingar o chefe que te deu a ideia (meu chefe no caso), até o pastor que não tem nada a ver com o problema que você arranjou.
Tive sangramento no pós-operatório o que deixou tudo um pouco pior, mas não desanime, é só uma fase complicada e nem todo mundo sangra.
Nos primeiros vinte e um dias podemos nos alimentar apenas de líquidos específicos: o caldo da carne. O caldo dos legumes com a carne. Sucos com muita água ou leite desnatado. Tudo muito bem coado. Remédios esmagados e diluídos em água.
Pensei que nunca fosse passar, mas para a minha felicidade, hoje faz uma semana que estou me alimentando de sólidos. Ainda não consegui comer a quantidade exigida pela nutricionista, me sinto cheia muito rápido, mas dizem que é normal.
Me sinto melhor. As tonturas – devido a perda de sangue – diminuíram sensivelmente e já não quero matar todo mundo, porque consigo comer.
Me pesei na sexta-feira passada e já eliminei 9 kg!
Estou muito feliz com essa decisão, com os resultados, pois já notei melhoras em muitos aspectos da minha saúde e creio que ficarei ainda melhor.
Quero agradecer o apoio de algumas pessoas que já fizeram esta cirurgia e que me ouviram choramingar nos primeiros dias, pedir ajuda, socorro e dicas sem parar. Obrigada meninas! Não citarei os nomes, pois não sei se elas querem suas vidas expostas assim. Mas vocês sabem que são vocês: a mamãe da minha escritora fofa, a colega de trabalho, a empresária. Muito obrigada!
E agradecer à minha família pelo apoio total, mesmo estando com medo inicialmente. Vocês são demais!

Se você pensa em fazer e precisar conversar, é só me adicionar no face e chamar inbox.

Uma vez por mês vou contar um pouquinho do que anda acontecendo e dos resultados.
Fotos? Não. Só quando eu estiver menos amarela!
Beijos,
Mari





15 comentários :

  1. Que depoimento legal e corajoso! Vá em frente! Além de ficar saudável, ficará mais linda! Bjs!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Ma!!!! Pela força de sempre também <3

      Excluir
  2. Mari, quando eu pensava 93 kg eu queria fazer essa cirurgia, eu não conseguia emagrecer de forma alguma e aquilo acabava comigo, minha familia era completamente contra até eu começar a me isolar foi quando eles me deixaram fazer um tratamento a base de medicamentos para emagrecer, em 3 meses perdi 23 kg, eu queria ter perdido mais uns 5 kg para ficar com 65, mas meu tio me proibiu, porque minha avó ficava falando que eu estava ficando anoréxica, ela nem sabe direito o que é isso ¬¬º enfim... Hoje em dia peso 70 kg e estou muito feliz com isso, me sinto mais bonita e melhor comigo mesma, hoje não tenho mais vergonha de sair de casa ou paquerar com os gatinhos ahsuhaua mas quando engordo 1 kg já fico louca. Por experiência própria vou te dar uma dica: quando puder faça exercício físico porque se não sua cirurgia não vai ter adiantado de nada, além de que você tem que endurece, eu quando emagreci fiquei com as coxas mole e os braços, então agora criei vergonha na cara e estou fazendo MMA para endurecer tudo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Jess, o exercício é obrigatório, ao menos o médico exige que se faça. Vou poder começar daqui 1 mês.
      Mas tira essa ideia fixa da cabeça, se engordar, emagrece novamente. O problema é quando deixamos isso ser dono das nossas vidas, não faz bem.
      Obrigada por compartilhar sua história.

      Excluir
  3. Parabéns pelo post Mari! Muito bom saber esse lado da história, trabalho em uma empresa de T.I então sedentarismo é grande e a quantidade de pessoas que estão acima do peso é enorme, já vi vários colegas de trabalho que fizeram a cirurgia uns melhoraram outros não, mas nunca tinha conversado tão abertamente e tão explicadinho assim, morria de curiosidade de saber como é depois rs, por que a maioria das pessoas só vêem o depois da transformação né? a pessoa já magra e sem problemas, mas não a recuperação.

    Feliz por você! uhuuul o/ Nos encontramos na próxima Bienal então!
    Desejo uma ótima recuperação :) Você está nas minhas orações sempre :*
    Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada pelo carinho Ariádne! Eu também não imaginava que seria complicado nesse primeiro mês. Sei que será mais depois, quando quiser exagerar... mas estou firme e feliz.
      Nos vemos na bienal sim!! *-* Obrigada pelas orações, te colocarei nas minhas também.

      Beijão, Mari

      Excluir
  4. Mari que alegria!! Optar pela saúde e qualidade é sempre a melhor opção e como você é uma guerreira e filha do Pai, tenho certeza que foi a decisão mais acertada, pois o excesso de peso provocam danos demais ao organismo e decididamente emagrecer e permanecer magra é uma tarefa muito difícil para alguns organismos que teimam em não ajudar muito.

    Minhas orações para que se restabelecimento seja rápido e obrigada por compartilhar conosco, pessoas que admiram e torcem por você.

    Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu que agradeço pelo apoio e o carinho! Não esperava tantos comentários e estou muito feliz.
      Obrigada Tânia <3

      Excluir
  5. Que bacana Mari, mal posso esperar pra te ver lindona e saudável na Bienal desse ano!!! ;)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Haha valeu Elaine! Não vejo a hora também.

      Excluir
  6. Oi Mari, esses dias eu conheci o canal de uma mulher que também fez essa cirurgia. Aqui vai o link, caso tenha interesse. https://www.youtube.com/channel/UCYgqXBCwIWceIgaXNpLOxTw

    Beijocas

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigada Marli! É legal conhecer outras histórias. <3

      Excluir
  7. O QUE DIZER PRA VOCE MARI? QUE ESTOU MEGA FELIZ POR VOCE, QUE NÃO VEJO A HORA DE TE REVER E QUE VOCE TOMOU A DECISÃO CERTA, CADA UM TEM UM ORGANISMO DIFERENTE, UMA PENA QUE VOCE TEVE ALGUNS PROBLEMINHAS MAS TENHO CERTEZA QUE ISSO TUDO VAI PASSAR E LOGO LOGO POSTA FOTOS PARA O PESSOAL TE VER , AGORA SOMOS AMIGAS DE GRAMPO, BOA SORTE AMIGA, QUE DEUS TE ABENÇOE...ESTOU MUITO FELIZ TAMBÉM POR TER FEITO PARTE DE TODO O SEU PROCESSO E AINDA VAMOS FALAR MUITO SOBRE O ASSUNTO E CONTINUE MESMO ESCREVENDO SOBRE ISSO PORQUE TENHO CERTEZA QUE IRÁ AJUDAR MUITA GENTE, BEIJOSSSSS

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. eu que agradeço seu apoio Van! Nos veremos amanhã <3

      Excluir

Deixe seu comentário! Ele me deixa muito feliz!